Dicas para sua primeira viagem aos Estados Unidos

Saiba tudo o que precisa para viajar à terra do Tio Sam

Viajar ao exterior, sendo por lazer ou a negócios, pode ser uma dor de cabeça caso alguns pequenos detalhes fujam de sua atenção. Quando a viagem tem como destino um país do Mercosul, o planejamento tende a ser menor, afinal não é necessário o uso de passaporte – o porte de sua carteira de identidade (RG) já é o suficiente. Alguns países como a Austrália e a Índia exigem, além do passaporte, uma carteira de vacinação em dia. Entretanto, quando o assunto é viajar aos Estados Unidos, a burocracia é pesada.

Separamos aqui algumas dicas para facilitar o seu planejamento e deixar a viagem mais leve.

Antes da primeira viagem

Inicialmente, providencie um passaporte. O documento é de muita importância para entrar em países fora do Mercosul. Após isso, recomenda-se obter um visto americano com meses de antecedência em relação à viagem. Muitas pessoas adquirem a passagem antes disto, o que pode acabar causando confusões com os prazos.

É importante observar que, se você planeja alugar um carro, a carteira nacional de habilitação não é válida em solo norte-americano. Por isso, é necessário a carteira internacional de habilitação (também conhecido como PID). Com a documentação em mãos – e, claro, a passagem! – sua viagem está garantida.

Hora do embarque

Ao realizar a compra da passagem, é comum receber um voucher por e-mail contendo as informações do vôo, como a data e hora da partida e decolagem, o número do vôo, a companhia aérea, e algumas recomendações – como, por exemplo, chegar ao aeroporto três horas antes para realizar o check-in.

O check-in deve ser feito no guichê da companhia aérea escolhida. Neste momento, você define o seu assento no avião, despacha as malas e retira o ticket de embarque.

Após realizar o check-in será necessário dirigir-se à sala de Embarque Internacional. Você passará pela imigração, processo rotineiro sempre que se deixa ou entra em um país, para a revista de passageiros e bagagem de mão.

Depois disso, você será direcionado à área das lojas Duty-Free, onde são vendidos produtos sem impostos de importação. Mas, segure-se! Afinal, seu destino é o paraíso das compras.

Na aeronave

No avião, são distribuídos dois cartões que devem ser preenchidos com dados pessoais e do voo e que serão entregues à imigração em Miami. Os cartões são bem fáceis de preencher, mas caso surja alguma dúvida, você pode pedir ajuda aos comissários, para um agente americano no aeroporto, ou mesmo para um turista mais experiente que estiver próximo.

Ao chegar em Miami, é só passar pela imigração americana. Caso possua dificuldade com o inglês, poderá conversar em espanhol. As perguntas são bem simples, geralmente algo em torno do motivo da viagem e local de hospedagem. Por isso, é sempre bom levar um comprovante impresso da reserva do hotel. Eles também devem escanear suas digitais e tirar uma foto antes de você entrar com o pé direito nos Estados Unidos da América.

Ao chegar nos Estados Unidos, é importante ter em mãos o seu chip americano para falar com a família no Brasil e fugir do roaming internacional. As taxas para falar com os amigos da terra do Tio Sam também são excelentes ao desembarcar. Então, marque aquele encontro bacana com o pessoal e curta ainda mais a sua viagem!

Deixe seu comentário