Infecção urinária: dicas de prevenção essenciais para a mulher

Consultas com o ginecologista são fundamentais para o diagnóstico

Infecção urinária é uma doença que atinge, principalmente, mulheres. Define-se pela presença de bactérias em alguma região do trato urinário. Contudo, algumas pessoas podem apresentar bactérias sem desenvolver a infecção, o que recebe o nome de bacteriúria assintomática.

Essa infecção raramente ocorre pela circulação sanguínea e é proveniente geralmente de relações sexuais, falta de higiene ou de bactérias do trato gastrointestinal que migram até a bexiga.

Os especialistas a classificam em dois tipos diferentes: a cistite, quando a infecção afeta a bexiga, e a pielonefrite, quando a infecção afeta os rins. A pielonefrite possui sintomas mais severos.

A doença ocorre majoritariamente nas mulheres, que representam cerca de 90% dos pacientes. Além disso, essa infecção apresenta uma prevalência durante a idade reprodutiva e após a menopausa, quando ocorre a baixa do estrogênio e de micro-organismos que protegem a região íntima.

Sintomas

Para as mulheres, os principais sintomas de infecção urinária são o ardor durante a micção, aumento de frequência urinária, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, sangue na urina e alteração do aspecto físico da urina, que pode ter uma coloração mais escura e odor forte.

Em casos mais graves a doença pode causar dor lombar, febre e mal-estar.

Como diagnosticar

O diagnóstico da infecção urinária pode ser feito em uma consulta com o ginecologista. Em consequência das queixas dos pacientes, o médico pode realizar um exame físico. A comprovação vem através do exame de urina e da determinação da quantidade de bactérias presentes na amostra coletada.

Dependendo do nível da infecção e do histórico da paciente, pode ser possível realizar outros exames, como ultrassom da pelve e outros exames de imagem, para determinar o estado do aparelho urinário.

Portanto, se sentir algum dos sintomas, procure seu médico. A infecção urinária, quando não tratada, pode comprometer diversos órgãos do trato urinário.

Prevenção

Para se prevenir contra a infecção urinária, é recomendado adotar algumas medidas no seu dia a dia. Confira:

  • Ingestão de líquidos em grande quantidade;
  • Não reter urina;
  • Corrigir alterações intestinais como diarreia ou obstipação;
  • Micção antes e após relação sexual;
  • Estrógeno para as mulheres na pós-menopausa sem contraindicação hormonal;
  • Evitar o uso do diafragma e espermicidas;
  • Tratamento adequado do diabetes mellitus.

Tratamento

O tratamento depende do tipo de infecção urinária contraído pela paciente. A cistite é tratável com antibiótico de dose única e em um prazo curto. Já a pielonefrite exige um tratamento mais longo. A idade e o estilo de vida da paciente também deve ser considerado na hora de receitar um tratamento.

Deixe seu comentário